sexta-feira, 17 de junho de 2011

Sacola Biodegradável??

Muita gente tem dúvidas quanto a esse monte de "bio", "eco","degradável", "retornável", nesse meio existem as sacolas biodegradáveis.E dai algumas classificações deturpadas:  sacolas foto-degradáveis e/ou hidro-degradáveis . Não é o mesmo que BIOdegradável.


Essa confusão traz danos tão severos quanto a sacola comum.Isso por que sacolas foto-degradáveis só desmancham em contato com a luz do sol, virando um pó, mas continuam tendo os insumos químicos prejudiciais da sacola original, espalhando- os por todos os cantos (aguá, solo, alimentos).Os quais serão consumidos por pessoas e animais, contaminando assim uma "cadeia alimentar inteira" (embora não ache que o homem está inserido no que se chama cadeia alimentar).


As sacolas hidro-degradáveis são feitas a base de amido ou fécula de mandioca, milho, batata. Contendo polímeros, que em meio natural não são degradados por inteiro, são apenas fragmentados.Prosseguindo com a ameaça química do caso anterior. 


Já as oxi-biodegradáveis (OBD)  são degradadas, reiterando o ciclo da matéria, pois na composição encontramos um sal metálico, o qual oxida o plástico junto ao calor e ação dos raios ultravioleta. Isso permite que microorganismos presentes no solo, possam decompô-lo em água, carbono e biomassa.O material OBD não contém metais pesados e outros insumos químicos prejudiciais ao ambiente.Embora ainda existam dúvidas se essas sacolas se dissolvam mesmo.


Sendo assim, o melhor para carregar compras (lembrando que ECOnsumo é consciente) são as sacolas retornáveis, que podem ser feitas desde lona e pet até de sombrinhas quebradas (agora você já sabe que fim dar no guarda chuva quebrado ) e depois, quando estragarem...entram no ciclo de novo.





Assim a gente evita que réplicas de águas vivas acabem com a nossa fauna linda e diversificada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário